Aprendo mais com abelhas do que com aeroplanos.
É um olhar pra baixo que eu nasci tendo.
É um olhar para ser menor, para o
Insignificante que eu me criei tendo.
O ser que na sociedade é chutado como uma barata
- cresce de importância para o meu olho.

Ainda não entendi porque herdei esse olhar para baixo.
Sempre imagino que venha de ancestralidades machucadas.
Fui criado no mato e aprendi a gostar das coisinhas do chão
- antes que das coisas celestiais.
Pessoas pertencidas de abandono me comovem:
tanto quanto as soberbas coisas ínfimas.
Manoel de Barros
in "Retrato do Artista quando Coisa" (1998)

Notícias sobre o IELT

Paisagens Literárias e Percursos do Fado

Já está disponível o 6.º título da colecção "Ebooks LITESCAPE.PT", Paisagens Literárias e Percursos do Fado. Os artigos reunidos neste volume aprofundam um conjunto de comunicações apresentadas no colóquio com o mesmo nome, realizado no Museu do Fado em Abril de 2014.

B.I. das Tabernas na TSF

Venha de lá uma "viúva com filhos" e um sonoro brinde: o B.I. das Tabernas, título mais recente da colecção "bilhetes de identidade", da autoria de Luís Correia de Sousa e da investigadora do IELT Inês de Ornellas e Castro, chegou sexta-feira passada ao balcão da rádio, nos Sinais, crónica diária de Fernando Alves.

MEMORIAMEDIA na SIC Notícias

O site MEMORIAMEDIA é uma das escolhas da jornalista Miriam Alves no programa Escolhas Online da SIC Notícias de hoje. A partir do minuto 5.

Exploring Literary Landscapes: From Texts to Spatiotemporal Analysis

Os investigadores do IELT Ana Isabel Queiroz e Daniel Alves acabam de publicar mais um artigo sobre paisagens literárias e o projecto Atlas, desta vez no International Journal of Humanities and Arts Computing. Artigo disponível aqui.

© 2015 IELT - FCSH/UNL. Todos os direitos reservados. Webmaster